Quando avaliar os Planos Anestésicos – NAVE Responde!

Olá Tripulantes do NAVE! Nesse vídeo nós vamos responder perguntas sobre quando e como avaliar os planos anestésicos. Ainda que a gente tenha um monte de equipamentos sofisticados, a avaliação dos planos anestésicos, os famosos planos de Guedel, ainda persiste, e essa monitoração é muito importante. Nesse vídeo nós vamos responder perguntas sobre quando conseguimos utilizar essa monitoração, especialmente focado nas modalidades anestésicas e reflexos protetores. Aproveitamos para agradecer a @Adriana Melo, @Raphaela Oliveira e @bianca.schimidt por postarem essas dúvidas. Abaixo estão os links para você ir direto à pergunta, ok?

  • Pergunta 1 (01’08”) Quando podemos caracterizar os planos anestésicos: Respondemos a colocação da Adriana Melo sobre Planos anestésicos e Anestesia Injetável. Lembrando que anestesia injetável pode incluir algumas modalidades anestésicas diferentes, em que os planos anestésicos podem ou não serem avaliados.
  • Perguntas 2 e 3 (06’16”) Diferenças entre os planos superficial e adequado: Aqui vamos responder as perguntas da Bianca Schimidt e da Raphaela Oliveira. Uma ficou em dúvida sobre como ficam as pupilas entre os planos superficial e adequado e a outra, sobre o reflexo palpebral; dúvidas muito frequentes quando estamos caracterizando os planos anestésicos.

Quer ver as respostas? Então assista ao vídeo!


Leia Também

Sugestões? Considerações? Pensamentos? Comente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Alguns números

021895
Views Hoje : 494
Views 30 dias : 22105
Views Ano : 37680
pt_BR