Anestesia intratecal em tartaruga (Trachemys scripta elegans)

Olá pessoal, tudo bem? Neste vídeo, mostramos a anestesia intratecal em tartarugas de orelha vermelha (Trachemys scripta elegans). Este procedimento tem sido usado para cirurgias na cauda, ​​cloaca, reto e membros posteriores das tartarugas.

A anestesia espinhal em répteis é um pouco diferente da de mamíferos porque os répteis não tem espaço subaracnoide. Assim, eles têm duas meninges: a membrana externa é a dura-máter e a membrana interna a leptomeninge, sendo que o líquido cefalorraquidiano flui entre elas. Portanto, nós falamos anestesia intratecal em répteis ao invés de anestesia peridural.

A medula espinhal dos répteis se estende até a ponta da cauda e eles não possuem cauda equina. Além disso, em muitas espécies de répteis a medula espinhal preenche apenas uma parte do canal espinhal, com até 50% do canal disponível em algumas espécies. Para realizar esta técnica, podemos puncionar qualquer espaço intervertebral após antissepsia.

O tamanho da agulha e seringa devem ser selecionadas de acordo com o tamanho do animal. Costumamos usar agulha de insulina em seringa de 1mL. Após a perfuração, avançamos a agulha no canal espinhal em um ângulo de 30 a 45 graus. Às vezes podemos ver o líquido cefalorraquidiano chegando à seringa. Não há problema. Um pouco de sangue também pode sair. Se uma quantidade excessiva de sangue for aspirada, a agulha deve ser reposicionada até que não seja mais aspirado sangue. Devemos injetar a solução anestésica após 15-20 segundos.

Figura 1. Correto posicionamento da agulha para a realização de anestesia intratecal em trachemys. Fonte: Mans C, 2014.

Os anestésicos locais recomendados são os mesmos dos mamíferos. Podemos definir o volume dos anestésicos com base no comprimento do animal, sendo 0,1mL a 5cm de comprimento da carapaça (0,05mL a 1 polegada), produzindo um bloqueio motor da cauda e da cloaca, ou 0,2mL a 5cm de comprimento da carapaça (0 ,1mL a 1 polegada), produzindo bloqueio motor nos membros posteriores. Essa técnica é a mesma utilizada em lagartos, como podemos ver nesse outro post aqui.

Sobre as doses dos medicamentos, podemos usar a lidocaína (2 – 4 mg / kg) que promove bloqueio motor por cerca de uma hora, ou a bupivacaína (1 mg / kg), por cerca de 2 a 3 horas.

Veja detalhadamente como fazer a técnica assistindo ao vídeo!

Assista outros videos de procedimentos anestésicos aqui no canal!


Pra ler depois
– Fontenelle JH et al. Anestesia epidural em jabuti piranga (Geochelone carbonaria). Encontro da ABRAVAS, 2000, p 7.
– Mans C. Clinical technique: Intrathecal drug administration in turtles and tortoises. J Exotic Pet Med, 23:67-70, 2014.
– Rivera S. Intrathecal anesthesia in reptiles: Who knew… NAVC Conference 2013.


Sugestões? Considerações? Pensamentos? Comente!

Deixe uma resposta