Anestésicos Gerais Intravenosos – Anestesia é o Básico #12

Olá tripulantes do NAVE, tudo bem? Nessa aula da webserie Anestesia é o Básico vamos conversar sobre os “Anestésicos Gerais Intravenosos”. A anestesia geral promove depressão generalizada do cérebro, seja por anestesia intravenosa ou inalatória, devido a ação nos receptores GABAérgicos, facilitando a ação destes por mais tempo. Um anestésico ideal deve ser estável em solução, promover rápida indução, rápido equilíbrio entre a concentração no sangue e cérebro, promover estabilidade cardiopulmonar, ser de fácil biotransformação e possibilitar recuperação rápida e suave.

A anestesia intravenosa tem sido testada como método anestésico desde o século XVII, mas apenas no início do século XX os primeiros anestésicos intravenosos foram sintetizados com sucesso. Nessa vídeoaula vamos abordar os barbitúricos, o etomidato, o propofol e a alfaxalona. Também será falado sobre o éter gliceril guaiacol (EGG), que não é um anestésico geral mas é utilizado como co-indutor em grandes animais.

Barbitúricos

Os barbitúricos foram os primeiros anestésicos gerais intravenosos utilizados em ampla escala, principalmente durante a primeira metade do século XX. A anestesia promovida pelo tiopental dura até 15 minutos e a do pentobarbital, até 90 minutos. Um dos principais problemas dos barbitúricos é a depressão cardiovascular, promovendo diminuição do volume sistólico, hipotensão e queda no débito cardíaco. Pode ocorrer taquicardia compensatória, mas não é suficiente para equilibrar os efeitos depressores. Outro problema é o efeito cumulativo, decorrente de deposição no tecido adiposo e lenta biotransformação. Então, os barbitúricos devem ser evitados em cardiopatas, pneumopatas, hepatopatas e obesos.

Etomidato

O etomidato é um excelente anestésico para pacientes cardiopatas. Praticamente não promove depressão cardiovascular em doses clínicas. Outra característica interessante é que ele é biotransformado por hidrólise hepática e por esterases plasmáticas, sendo interessante para hepatopatas. Porém, um efeito ruim do etomidato é a inibição da síntese de cortisol, mesmo com apenas uma dose. Por isso ele é utilizado apenas como indutor anestésico. Também promove miorrelaxamento inadequado após indução.

Propofol

O propofol foi introduzido na década de 70 e rapidamente recebeu destaque devido sua rápida biotransformação. Além de ser um anestésico ideal para hepatopatas, passou a ser a base da anestesia geral intravenosa (TIVA). Porém, devemos destacar que o propofol promove depressão cardiovascular mais intensa que o tiopental, o que deve ser considerado em cardiopatas.

Alfaxalona

A alfaxalona tem recebido destaque pois foi recentemente reintroduzida no mercado com um diluente que não promove efeito adverso. A farmacocinética é similar ao propofol, mas esse medicamento é muito mais seguro para o sistema cardiovascular, mesmo em doses elevadas. Outra vantagem é a possibilidade de administração IM.

Éter Gliceril Guaiacol

O EGG é um miorrelaxante central, que foi muito utilizado como co-indutor na anestesia de equinos. É um medicamento bem seguro fisiologicamente, mas a sua preparação é um pouco trabalhosa. Atualmente é mais utilizado como base para infusões contínuas em equinos que como agente indutor.

Veja o vídeo para mais detalhes!

Sugestões? Considerações? Pensamentos? Comente!

Pra ler depois
– Cattai et al. The incidence of spontaneous movements in dogs undergoing total intravenous anaesthesia with propofol. Vet Anaesth Analg, 42:93-98, 2015.
– Goodchild CS; Serrao JM. Propofol-induced cardiovascular depression: science and art. Br J Anaesth, 10.1093/bja/aev320.
– Gozalo-Marcilla M, Aguiar AJA. Anestesia Total Intravenosa. In: Luna SPL, Carregaro, AB. Anestesia e Analgesia de Equideos, Ruminantes e Suínos. 437-460, 2019.
– Kashtan et al. Comparative evaluation of propofol and thiopentone for total intravenous anaesthesia. Can J Anaesth, 37:2, 170-6, 1990.
– Maney et al. A comparison of cardiopulmonary and anesthetic effects of an induction dose of alfaxalone or propofol in dogs. Vet Anaesth Analg, 40:237-244, 2013.
– Taboada FM, Murison PJ. Induction of anaesthesia with alfaxalone or propofol before isoflurane maintenance in cats. Vet Rec., 167:85-89, 2010.

Este post tem 2 comentários

  1. Alan

    Só tenho que agradecer sua boa vontade e da sua equipe, impossível não gostar de um conteúdo atualizado, gratuito, bem humorado kkk e com toda a sua experiência pra dar respaldo, já enviei tanto currículo e ouvi tanto não nesses dias que quase desisti da veterinária, mas seus vídeos me mostram que lá no fundo ainda resta uma esperança, muito obrigado, seu esforço pra fazer essas videoaulas me motiva muito, continue sendo iluminado, abraçosss…

    1. Olá Alan. Muito obrigado pelo retorno. Continue estudando, correndo pelo seu objetivo que você chega lá. Abraços!

Deixe uma resposta